20 °C São Paulo, BR
28 de novembro de 2020

GPS portátil (de mão): como escolher o seu

Um dos equipamentos mais importantes para quem se aventura na natureza, o GPS precisa seguir alguns critérios para não deixar o usuário na mão.

Você – com certeza – já está acostumado com o termo GPS, porém, é muito fácil que as pessoas confundam um GPS com o NAVEGADOR que utilizam no seu carro, no dia a dia. Veja bem, a diferença é que o navegador tem o foco em entregar para o usuário as melhores funções de um GPS voltadas à navegação automotiva urbana e rodoviária, deixando de fora funções extras e que não são aproveitadas por 90% dos usuários.

Algumas dessas funções são fundamentais para quem pratica esportes ao ar livre como o horário em que sol se põe, um detalhamento maior do terreno (informando variação de altitude, por exemplo), um rastreio melhor do caminho já percorrido, etc. porque podem evitar que o esportista fique, por exemplo, numa floresta no meio da noite quando não está preparado para isso.


Um dispositivo GPS portátil é muito útil para quem pratica caminhadas, trekking, montanhismo, escalada ou vai acampar, por exemplo. Ele permite que o praticante encontre o seu caminho, mesmo sob condições climáticas adversas ou na falta de quaisquer outros recursos de localização.

Os dispositivos GPS portáteis têm várias vantagens em comparação aos smartphones, as principais são:

  • Suas baterias são mais duráveis, tendo uma vida útil muito maior do que a de um smartphone. Além disso, geralmente suas baterias podem ser substituídas por pilhas descartáveis para quando a recarga não for possível (em áreas remotas, campings e etc.);
  • Os GPS portáteis também permitem inserir facilmente novos waypoints, roteiros e planejar a rota diretamente no dispositivo ou através de um computador;
  • Oferecem detalhamento maior da topografia do terreno que irá percorrer (e o percorrido);
  • Também existe a possibilidade de simplesmente “importar” o caminho/roteiro realizado por um amigo e que você queira replicar.

O que considerar na compra de um GPS de mão?

Construção / Casco:

Um dispositivo GPS portátil deve ser robusto e feito de materiais que ofereçam boa resistência a choques e abrasão. Além de também ser resistente à água, para que você possa usá-lo com segurança em tempo chuvoso, ou mesmo em travessias de rios.

Duração da bateria:

A bateria de um GPS portátil deve durar pelo menos 12 horas ou mais – muitos aparelhos possuem 16 horas de duração e o Garmin inReach Explorer+ 2-Way promete até CEM HORAS de duração – para que você não precise trocar as baterias com muita frequência. E, claro, poderem ser usados com pilhas recarregáveis e com pilhas alcalinas descartáveis.

Exibição:

Um dispositivo GPS portátil deve ter tela de pelo menos 2 polegadas e com boa resolução, para que possa prover melhor visibilidade ao usuário. Muitos aparelhos GPS modernos estão equipados com telas sensíveis ao toque, porém são um pouco incômodas para clima frio ou grandes altitudes, já que são difíceis de usar com luvas. Por outro lado, elas permitem que você opere o dispositivo com mais rapidez e facilidade.

Peso:

A maioria dos esportes ao ar livre, como caminhadas e montanhismo pede equipamentos leves, por motivos óbvios, então preocupe-se com isso também.

Software de planejamento:

Um grande diferencial é a disponibilidade de um software de planejamento (para PC ou Mac), pois o software de planejamento permite criar facilmente rotas e pontos de referência que podem ser importados para o dispositivo. Normalmente, o software de planejamento também mostra informações avançadas sobre as rotas que você criou, como distância, subida, etc. Algumas marcas têm seu próprio software, como, por exemplo, Garmin (por exemplo, aplicativo BaseCamp, disponível para Mac e Windows), enquanto outras usam aplicativos de terceiros.

Crédito: Garmin

Características/Funções:

Os modernos dispositivos GPS não apenas mostram sua localização em um mapa, mas também têm outros recursos úteis, como uma bússola eletrônica e um altímetro barométrico. Eles funcionam mesmo que o sinal de GPS não esteja disponível no momento e são úteis quando você está caminhando em vales estreitos ou florestas densas. Alguns dispositivos GPS também podem ser conectados a outros dispositivos, como smartphones, câmeras (por exemplo, a câmera de ação Garmin Virb), monitores de frequência cardíaca e sensores de temperatura. Esses dispositivos podem ser controlados diretamente pelo GPS.

Tecnologia de posicionamento:

Além do sistema GPS, alguns dispositivos também oferecem suporte ao GLONASS – uma alternativa russa ao sistema americano GPS. Os dispositivos compatíveis com GPS e GLONASS localizam sua posição com mais rapidez e precisão. E também é mais provável que eles localizem sua posição em terrenos de difícil alcance do sinal do GPS.  

Algumas opções de GPS com ótima qualidade!

  • Source: Redação
  • Via: Aventura e Viagem

Artigos de interesse

Pueblo Escondido: a cidade fantasma do vale Calamuchita

A cidade fantasma de Pueblo Escondido está localizada no Cerro Áspero, nas montanhas do Pampean (entre as províncias de Córdoba e San Luis, Argentina) a sudoeste do vale de Calamuchita e na margem direita do córrego El Tigre, a 2.000 metros acima do nível do mar. É uma mina abandonada da qual o tungstênio foi […]